Fumar na gravidez

Homens e mulheres que fumam são menos propensos a conceber. Fumar reduz a contagem e a motilidade dos espermatozóides nos homens, criando igualmente desequilíbrio hormonal nas mulheres, reduzindo como tal as taxas de gravidez em casais fumantes.

Riscos

Dos 125 000 abortos espontâneos que ocorrem todos os anos no Reino Unido, um quinto destes são em mulheres que fumam. Isto faz com que fumar durante a gravidez seja a causa mais evitável de morte fetal, além de causar baixo peso no recém-nascido, aumentando a mortalidade perinatal.

A nicotina pode atravessar livremente a placenta, juntamente com outros componentes tóxicos do fumo do tabaco, como por exemplo o monóxido de carbono. O fumo passivo pode também resultar em peso reduzido nos recém-nascidos.
Estima-se que 24% das crianças mortas por síndrome da morte súbita, são o resultado de mulheres que fumaram durante a gravidez.

Há também ligações entre o tabagismo durante a gravidez e deficits intelectuais e comportamentais, durante a infância até a idade adulta. Embora os riscos de fumar para a criança parecem estar relacionados com a dose, os fumadores mais leves ainda assim colocam os seus filhos em risco significativo.

Deve, ser portanto, constantemente relembrado pelos profissionais da saúde ás mulheres que continuam a fumar durante a gravidez; que fumar é o pior hábito que podem ter durante este periodo tanto para sí, enquanto mãe, bem como para o bebê. A cessação do hábito de fumar deve preferencialemente ocorrer antes do bebé ser concebido, contribuindo isto para um melhor resultado final para a saúde da criança.

 

Prevalência

Em 2011, 11% das mães no Reino Unido foram referenciadas como fumantes no momento do parto, sendo que em 2015, esta percentagem variava entre 2% a 26 % em todas as faixas etárias.

A maioria das mulheres que engravidam e não conseguem parar de fumar durante o primeiro trimestre, não conseguirá parar de fumar até a criança nascer.

A prevalência de hábitos tabágicos durante a gravidez é maior em grupos de origens socio-económica e níveis educacionais mais baixos, bem como naqueles que começaram mais cedo a fumar e que têm parceiros que fumam.

Parceiros que são abertamente pró-cessação tabágica para com a companheira grávida têm maior probabilidade de terem sucesso no encorajamento de uma cessação completa deste hábito nocivo.

Existe uma percepção dentro da população com baixos rendimentos, ou fumadoras adolescentes que fumando, e reduzindo o peso do feto, irão reduzir as dores sentidas durante o parto.

Da percentagem de mulheres que conseguem parar de fumar, 63% têm uma recaída dentro de 6 meses do período do parto.

Intervenções

No Reino Unido, a intervenção mais eficaz para reduzir o tabagismo em mulheres grávidas, tem sido o aumento do preço dos cigarros, através da sua tributação. Contudo, este procedimento tem uma desvantagem; indivíduos de grupos socioeconómicos mais desfavorecidos, podem ser conduzidos a pobreza, já que são incapazes de parar de fumar.

Por seu lado, a intervenção mais eficaz para mulheres grávidas, que estão presentes em centros de apoio, gira em torno do “suporte comportamental”. Este tipo de intervenção é eficaz na promoção da cessação tabágica em mulheres grávidas, contudo estes centros estão a ser pouco aproveitados.

Terapias de substituição de Nicotina (TSNs) podem também ser usadas como meio de apoio durante o processo de cessação tabágica, contudo existe um debate sobre se este método é completamente seguro ou uma estratégia de redução tabágica com riscos.

Como referido anteriormente, a nicotina pode atravessar a placenta, podendo afetar o feto em desenvolvimento. Contudo, estudos têm demonstrado a não existência de efeitos adversos para a criança em usar adesivos com nicotina até 4 dias. O NHS afirma actualmente que TSNs são meios seguros para a mulher gravida usar durante o período de gestação.

Cigarros electrónicos são a mais recente terapia usada na cessação tabágica, contudo os profissionais de saúde devem dar aconselhamento prévio sobre o seu uso. Infelizmente, confusão e equívocos, sobre os cigarros electrónicos, podem encorajar a mulher que está grávida a utilizar este tipo de cigarros, sem saber todos os seus potenciais riscos.

Deve ser referido com veemência, que os cigarros electrónicos usados durante a gravidez, não removem todos os riscos sobre o ato de fumar, continuando a expor o feto á nicotina e a outros inalantes produzidos pelo líquido dos cigarros electrónicos. Alguns ingredientes presentes no líquido destes cigarros são tóxicos, sendo que a produção destes líquidos não está regulamentada.

Bibliografia e informação adicional
Augood C, Duckitt K, Templeton AA. Smoking and female infertility: a systematic review and meta-analysis. Hum Reprod 1998; IQ: 1532±39.
Bader P, Boisclair D, Ferrence R. Effects of tobacco taxation and pricing on smoking behavior in high risk populations: a knowledge synthesis. International journal of environmental research and public health. 2011 Oct 26;8(11):4118-39.
Baeza-Loya S, Viswanath H, Carter A, Molfese DL, Velasquez KM, Baldwin PR, Thompson-Lake DG, Sharp C, Fowler JC, De La Garza R. Perceptions about e-cigarette safety may lead to e-smoking during pregnancy. Bulletin of the Menninger Clinic. 2014;78(3):243.
Das TK, Moutquin JM, Lindsay C, Parent JG, Fraser W. Effects of smoking cessation on maternal airway function and birth weight. Obstet Gynecol 1998; WP: 201±205.
Faden VB, Graubard BI. Maternal substance use during pregnancy and developmental outcome at age three. J Subst Abuse 2000; IP: 329±40.
Foy A. Cigarette smoking in pregnancy [editorial] Med J Aust 1988, 148:377-8
Harris JE. Cigarette smoke components and disease: cigarette smoke is more than a triad of tar, nicotine, and carbon monoxide. National Cancer Institute. The FTC cigarette test method for determining tar, nicotine, and carbon monoxide yields of US cigarettes. National Cancer Institute Smoking and Tobacco Control Monograph. 1996;7
Hegaard HK, Kjaergaard H, Moller LF, Wachmann H, Ottesen B. The effect of environmental tobacco smoke during pregnancy on birth weight. Acta Obstet Gynecol Scand 2006;85:675–81.
HSCIC Smoking Status at Time of Delivery Collection 2016
Jurkovic D, Overton C, Bender-Atik R. Diagnosis and management of first trimester miscarriage. BMJ2013;346:f3676.
Lawson EJ. The role of smoking in the lives of low-income pregnant adolescents: a ®eld study. Adolescence 1994; PW: 61±79.
Lerner CA, Sundar IK, Yao H, Gerloff J, Ossip DJ, McIntosh S, Robinson R, Rahman I. Vapors produced by electronic cigarettes and e-juices with flavorings induce toxicity, oxidative stress, and inflammatory response in lung epithelial cells and in mouse lung. PloS one. 2015 Feb 6;10(2):e0116732.
Lindqvist R, Aberg H. Who stops smoking during pregnancy? Acta Obstet Gynecol Scand 2001; VH: 137±41.
Lumley J, Oliver S, Waters E. Interventions for promoting smoking cessation during pregnancy. Cochrane Database Syst Rev 2002; I: CD001055.
Meier KJ, Licari MJ. The effect of cigarette taxes on cigarette consumption, 1955 through 1994. Am J Public Health 1997; VU: 1126±30.
Mullen PD, Quinn VP, Ershoff DH. Maintenance of nonsmoking postpartum by women who stopped smoking during pregnancy. Am J Public Health 1990; VH: 992±94.
Ogburn PL Jr, Hurt RD, Croghan IT, Schroeder DR, Ramin KD, Offord KP, et al. Nicotine patch use in pregnant smokers: nicotine and cotinine levels and fetal effects. Am J Obstet Gynecol 1999; IVI: 736±43.
Owen L, McNeill A, Callum C. Trends in smoking during pregnancy in England, 1992±97: quota sampling surveys [see comments]. Br Med J 1998; QIU: 728.
Pollack HA. Sudden infant death syndrome, maternal smoking during pregnancy, and the cost- effectiveness of smoking cessation intervention. Am J Public Health 2001; WI: 432±36.
Taylor T, Hajek P. Smoking cessation services for pregnant women. London: Health Develop- ment Agency; 2001.
West R. Smoking cessation and pregnancy. Fetal and Maternal Medicine Review. 2002 Aug 1;13(03):181-94.
Zinaman MJ, Brown CC, Selevan SG, Clegg ED. Semen quality and human fertility: a prospective study with healthy couples. J Androl 2000; PI: 145±53.
Fotos
Smoking is bad for the baby 🙁 by Jan Truter. Available at https://www.flickr.com/photos/jantruter/15682726942/in/photolist-pTQ5kQ-Hrxd6-qFBNc2-7ncMN5-5wBq3U-47DFJ-eiwixk-5q2R9k-eiC5SU-kH6iq-4Kz2kK-aaqoZR-6f8RKP-RNo2tK-5q6RDN-5pxD81-4VuKNr-eiwkS6-47DFK-4FGAUW-5wYpxA-5q2vHe-S8nDKf-5q6Mu3-47DFF-C2jCo3-47DFG-rYgHG-eMhKvD-7inacM-rYgHK-rXRaY-9q9Byy-EcJaD4-6Xzs2Q-9AxHpJ-5q6NHj-pLMUHE-26CBh-5q2yjD-6UXAYG-HCNvY-knNYL-582cGh-emXx7-8SKQku-7LhWfG-5q2FiB-EYcWsg-5q2J1H Licensed under CC-BY-NC-ND 2.0
Day & Zol by Zipporah. Available at https://www.flickr.com/photos/zipporah/2898155676/in/photolist-7inacM-rYgHK-rXRaY-9q9Byy-EcJaD4-6Xzs2Q-9AxHpJ-5q6NHj-pLMUHE-26CBh-5q2yjD-6UXAYG-HCNvY-knNYL-582cGh-emXx7-8SKQku-7LhWfG-5q2FiB-EYcWsg-5q2J1H-egbts-49rY9J-5q72eJ-5q2NZc-5q7673-SLnrVC-5q2KbP-582cBq-3V4Aw2-6YWCNH-f9d8ei-7xyqaF-btA8kL-8gr31n-KN4g9-it5dF-2D5Tr-f9snWs-74KD4i-f9snkL-f9snJY-8LbtBB-6Z1z9q-B4g6c-5PFpTt-4NbGn7-6e14aa-5Nd9D-Czcb1o Licensed under CC-BY-NC-ND 2.0
Smoking when pregnant harms your baby. Available at https://www.flickr.com/photos/139223434@N08/24004467910/in/photolist-7inacM-rYgHK-rXRaY-9q9Byy-EcJaD4-6Xzs2Q-9AxHpJ-5q6NHj-pLMUHE-26CBh-5q2yjD-6UXAYG-HCNvY-knNYL-582cGh-emXx7-8SKQku-7LhWfG-5q2FiB-EYcWsg-5q2J1H-egbts-49rY9J-5q72eJ-5q2NZc-5q7673-SLnrVC-5q2KbP-582cBq-3V4Aw2-6YWCNH-f9d8ei-7xyqaF-btA8kL-8gr31n-KN4g9-it5dF-2D5Tr-f9snWs-74KD4i-f9snkL-f9snJY-8LbtBB-6Z1z9q-B4g6c-5PFpTt-4NbGn7-6e14aa-5Nd9D-Czcb1o Licensed under CC-BY 2.0